Ligue Connosco

Blog

O que muda no IRS para 2018?

Dois Novos Escalões
O segundo e o terceiro escalões serão desdobrados, levam assim, à criação de dois novos escalões. O IRS passará de cinco para
sete escalões, que permitirá reduzir o IRS para os contribuintes com rendimentos anuais. No máximo esta medida poderá reduzir
até 293,28 euros os impostos a pagar por cada sujeito passivo.

Novo Mínimo de Existência
A parcela de rendimento coletável que tem de estar garantido depois do pagamento de impostos - subirá para cerca de 9000 euros
anuais. Este valor é sensivelmente 1,5 vezes o valor do Indexante dos Apoios Sociais (IAS). Irá beneficiar apenas uma parte dos
contribuintes: os que estão na parte de cima do primeiro escalão e na parte de baixo apenas uma parte dos contribuintes: os que
estão na parte de cima do primeiro escalão e na parte de baixo do atual segundo escalão. No máximo o benefício poderá atingir os
500 euros.

Escalões mais altos pagarão o mesmo
O Governo deverá baixar o limite máximo do atual terceiro escalão de 40 mil para 36 mil euros, levando os rendimentos mais altos
a pagarem mais do que pagariam. No final, não contando com a eliminação da sobre taxa de IRS que termina em Novembro, os
trabalhadores com rendimentos mais elevados ficarão sensivelmente na mesma.

Taxa adicional de solidariedade volta ao orçamento
A taxa adicional que penaliza os trabalhadores com rendimentos do último vai manter-se no próximo ano. Os trabalhadores com
rendimentos do último escalão vai manter-se no próximo ano. Os trabalhadores do último escalão, com rendimentos superiores a
80 mil euros anuais, pagarâo uma taxa adicional de 2,5%. Quem tiver um rendimento superior a 250 mil euros, paga uma taxa
adicional de 5%.

17.10.2017_Administrador | IRS
DESIGN | T1 DesignLabDESENVOLVIMENTO | 3GNTW